quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Mal entendido

Já vi muita coisa nesses anos que dou aula e achava que tinha visto de tudo, nessa semana aconteceu uma coisa que me deixou impressionado, tento sempre fazer uma aula descontraida usando de exemplos coisas do dia à dia com brincadeiras e tentando junto com os alunos fazer que a aula fique mais prazerosa, infelizmente nem todo mundo entende isso e acaba invertendo as coisas.
Tenho vários depoimentos e até cartas de ex-alunos falando o quanto gostam das aulas, mas essa semana fiz uma brincadeira com uma aluna e com certeza não foi por maldade, mas ela não gostou e foi chamar a mãe que na saída não teve dúvida em vir brigar comigo dizendo que a minha obrigação era de educar e não fazer brincadeiras. Mas não parou por aí, depois de eu ter ido embora ela voltou para discutir com quem estava lá e foi procurar um os diretores querendo o meu nome para poder abrir um processo.
Tudo começou por que um rapaz falou que ela era pequena e aparenta ser muito mais nova e conversamos que nunca fiscalização com certeza seria parada e foi aí que fiz a brincadeira dizendo que não que ela dirigindo ia parecer que o carro era de controle remoto.
Infelizmente a brincadeira não foi aceita e acabou dando esse rolo todo, é uma pena por que realmente não tinha nenhuma maldade e não tive a intenção de dizer que pelo tamanho ela teria dificuldade para aprender como foi dito.
Estou muitos anos nessa área e sou um incentivador dos meus alunos e com certeza sempre me preocupei muito com eles e com o que vão aprender para serem bons condutores.
Tenho em todos os momentos mostrar que tirar a habilitação não é uma coisa difícil, apesar desses sistemas que estão usando insistirem em não funcionar direito e com isso prejudicar muito os alunos, e tento mostrar para eles a responsábilidade de estar conduzindo um veículo.
já pensei várias vezes em tentar mudar minha forma de dar aula e simplesmente fazer como alguns que só dão o que está na apostila e ser o mais sério possível, mas não tem jeito e continuo com minha maneira e acho que mais agrado do que desagrado, acreditando no que faço e espero que esse seja um caso isolado nas minhas turmas.

Anônimo Bruno PItarelo disse...

Cara são nas coisas mais simples da vida que tiramos as melhores experiências, todo mundo dizia que CFC era uma coisa muito chata, isso pq nunca assistiram uma aula na sua presença e de todos que fizeram disso uma experiência unica e gratificante, embora o curso seja de uma duração pequena as lembranças ficaram para todo o sempre e disso você pode ter certeza.
Parabens e obrigado por tudo
Grande abraço!
Bruno Pitarelo

Esse é um dos comentários de ex-aluno

4 comentários:

Vanessa disse...

Sem palavras para falar de uma pessoa assim... Só quero q saiba q suas aulas são maravilhosas e descontraidas, jamais mude o jeito de dar as suas aulas por causas de pessoas desse tipo.
Adorei ter aulas com vc e com esse seu jeito brincalhão aprendi muitas coisas no cfc.
A sua aula fio uma das melhores...
um grande beijo.

Olavo disse...

Gente assim tem em tudo que é lado...mas a vida vai ensinar a elas..não esquente.
Abraços otima semana

Diana disse...

Pessoas de má fé sempre vão existir, mas estarei aqui e tenho certeza de que não só eu, mas a turma inteira para te apoiar no que for preciso!!

Abraços melhor professor de CFC !!
E obrigada!

Uma Mulher de Fases disse...

Sempre tem uma pessoa mal-amada e infeliz consigo mesma que não aceita brincadeiras, continue fazendo o seu trabalho como sempre e colha os frutos como os comentários dos seus alunos!